27 fevereiro 2006

Demagogia barata

Será que se os assassinos do transexual portuense não fossem "uns pretitos marados ali de um centro de correcção", mas skinheads, não haveria já manifestações de desagravo, com os colectivos anti-racistas à cabeça, com o primeiro ministro a depositar uma coroa de flores sobre o túmulo da vítima, com o presidente a oferecer-nos um interminável (e intragável) discurso sobre a intolerância, o racismo, as lições do passado que se não aprendem, a necessidade de maior vigilância democrática?...
Mas apesar de não ter sido isso o que passou, certamente que a culpa não deixa de ser dos portugueses, que marginalizam os “jovens”, que lhes não dão maiores possibilidades de inserção...
Quantos aos colectivos de invertidos, será que se o assassinado fosse um skinhead promoveriam iniciativas tendentes a que os agrupamentos de cabeças rapadas tivessem maiores apoios? Que lhes fossem proporcionadas maiores oportunidades de emprego?
Que seria dos democratas profissionais e dos agitadores sinistro-extremistas sem a demagogia?

4 Comments:

Blogger alex said...

"... os agrupamentos de cabeças rapadas tivessem maiores apoios?"

E porque não?!
talvez uns subsidiozitos...
Se todo o 'bicho-careto' tem, porque não eles?

"Que lhes fossem proporcionadas maiores oportunidades de emprego?"

Nada a objectar.
Na realidade, só lhes faria bem.

"Que seria dos democratas profissionais e dos agitadores sinistro-extremistas sem a demagogia?"

Nã, nã!!
Que seria de nós todos sem a demagogia?
Que seria do planeta inteiro sem ela?
É a maior diversão mundial.
Sem ela isto era uma seca.
O 'genial' dr.Goebbels conseguiria vender uma TV-Plasma panorâmica a um cego e um Hi-Fi a um surdo.
Esse sim, sabia-a toda.

27 fevereiro, 2006 23:58  
Blogger F. Santos said...

Essa de equivaler o Dr. Goebbels ao Emílio Rangel só mesmo o Buiça!

28 fevereiro, 2006 11:14  
Blogger Paulo Cunha Porto said...

Tenho profunda pena dos dilemas da "esquerda libertária", Caro FG Santos. Não poder culpar os alvos que gostariam deve tirar-lhes o sono. É um pouco como terem de apoiar os radicais islâmicos, de intransigência absoluta em hábitos sociais, contra as acções militares e de segurança do Ocidente...
E, já agora, uma canelada fraternal: ao menos, neste campo, Tu estás à vontade, diferentemente deles...

28 fevereiro, 2006 14:28  
Blogger acja said...

Ó FG não contraria senão ele fica bravo!
haahah

28 fevereiro, 2006 15:36  

Enviar um comentário

<< Home