25 fevereiro 2006

A Torre de Ramires

Destacou-se inicialmente, neste estranho mundo da blogosfera, pelos comentários pertinentes que ia deixando aqui e ali em blogues que por comodidade podemos classificar como nacionalistas. Pertinentes e encorajadores, diga-se.
Os amigos iam-no pressionando para abrir o seu próprio blogue. Motivos pessoais e (pressentia-se) alguma azelhice informática (mal de que também sofre este vosso criado) foram adiando o projecto. Meteu-se então no colectivo "Jantar das Quartas", onde pôde então deixar uns nacos da sua boa prosa, da sua cultura (nunca adejada aos quatro ventos, antes discretamente citada como sugestão aos seus leitores e sua inspiração estética).
E, inseperadamente, surge agora a solo, em "A Torre de Ramires". Falamos, claro, do nosso estimado Mendo Ramires, que assim vai contribuindo para continuar Portugal: cultural e, claro, politicamente.
Boa sorte para o projecto são os votos desta casa.

3 Comments:

Anonymous Nonas said...

Caro Santos da Casa,
sabes se alguém foi convidado para a abertura?
Eu não fui mas também não estava à espera.
Seria por causa do bar aberto?

25 fevereiro, 2006 19:31  
Blogger Paulo Cunha Porto said...

Atentíssimo Amigo: obrigado por delatares esse Silencioso Vulto da Cultura Portuguesa. Vou já proceder como se impóe.
Ab.

25 fevereiro, 2006 21:59  
Blogger Mendo Ramires said...

Caros FG Santos, Nonas e Paulo:
Foi em profunda solidão que preparei esta surpresa para os meus Amigos. Bem-hajam por Tudo!

27 fevereiro, 2006 19:27  

Enviar um comentário

<< Home