23 fevereiro 2006

Herança cultural em ruínas

Em 25 de Agosto de 1992 a barbárie sérvia atingia um dos seus paroxismos: a destruição da biblioteca de Sarajevo. Consumidos pelas chamas foram mais de 150.000 livros raros, manuscritos e documentos do governo otomano.
O ataque à herança cultutral do povo bósnio tivera amplo sucesso.
Na noite do ataque, Aida Buturovic dirigiu-se apressadamente à biblioteca, tentando salvar o maior número possível de livros. Após ter recolhido alguns volumes dirigiu-se a casa; nunca lá chegou: morreu na sequência de uma explosão.

2 Comments:

Blogger miazuria said...

Terá necessidade,a barbárie, de ser somente sérvia?

Que parcialismo!

Até parece que os sérvios foram os únicos criminosos no conflito balcânico!

04 março, 2006 12:02  
Blogger miazuria said...

"povo bósnio"?!

Deve estar a referir-se aos Sérvios, mais de 30% dos habitantes da Bósnia, aos croatas, e finalmente aos Muçulmanos...
Não é?

04 março, 2006 12:05  

Enviar um comentário

<< Home