06 janeiro 2006

Os sinais

Os responsáveis políticos de uma sociedade, pelos seus actos, dão sinais à população. Pelos princípios que advogam tentam moldar a sua visão das coisas.
Um presidente que conceda indultos a criminosos condenados apenas porque "é Natal", ou festejamos x anos da Abrilada, está a dar um sinal claro: o de que, «por razões humanitárias» (sic), se perdoa a quem prevaricou, dando a entender a futuros prevaricadores (ou - e quantas vezes - aos presentes, quando saem da cadeia) que, «por razões humanitárias», os actos condenáveis que possam vir a cometer nunca terão a sanção prevista na lei, supondo que esta é a aplicada pelos juízes.
A ideologia de esquerda tem múltiplas perversidades mas sem dúvida uma das mais degradantes é a de invocar motivos humanitários para contemporizar com criminosos, votando ao desprezo as suas vítimas, para as quais não há preocupações dessa índole. Sendo a sociedade culpada de tantos males, vamos lá facilitar a vida às suas "vítimas" (os que cometem crimes), não nos preocupando com os "culpados" (as vítimas desses crimes). É a total inversão de valores e da ordem natural das coisas. É o mundo em que vivemos.

5 Comments:

Blogger AA said...

muito bem...

...é a perversão da Justiça que estatizou o que devia ser a compensação às vítimas...

06 janeiro, 2006 13:02  
Blogger Rafael Castela Santos said...

Apesta la impunidad con que regalan los gobernantes a los criminales. Y, luego, estos mismos gobernantes extorsionan a los honrados ciudadanos. O sea: exigen obediencia, pero no dan proteccion.
De ahi que uno deba vivir completamente, y cuanto mas mejor, de espaldas a estos politicos.
Luego, despues de creado el problema de la criminalidad sin parangon, diran que si ellos tienen mas poder podran solucionarlo. Eso es precisamente lo que nosotros no queremos: que tengan mas poder.

06 janeiro, 2006 14:39  
Blogger Duarte Branquinho said...

Assino por baixo. Neste sistema hipócrita e seguidor da religião dos direitos humanos, cada vez mais o crime compensa. Já para não falar do estatuto do "coitadinho" - essa instituição nacional...
Um abraço.

06 janeiro, 2006 15:48  
Blogger AA said...

Acrescento: cá está a prática da solidariedade despersonalizada levada às últimas consequências...

06 janeiro, 2006 16:43  
Blogger O Restaurador said...

Melhor eu não diria!...

Sabe o que é? Se algum desses infractores tivesse feito algum mal à família do Presidente da República ou aos seus amigos, de certeza que Jorge Sampaio não iria dar perdão!...

Saudações amistosas!...

06 janeiro, 2006 19:23  

Enviar um comentário

<< Home