11 janeiro 2006

Um homem do nosso tempo

Foi comunista. Abandonou o partido na sequência do golpe falhado de 1991, o qual estava de resto perfeitamente em linha com a coerência comunista de luta contra a "reacção", as "tentativas imperialistas" e as "manobras da NATO". Ah! Mas os "ventos da história" eram outros e havia já meios mais "civilizados" de lutar pelo socialismo.
Entra, assim, no PS. Ascensão fulgurante, culminada com a atribuição da pasta da Economia, depois acumulada com a das Finanças. Gestão perfeitamente ruinosa dos fundos públicos, crescimento desmesurado da despesa, contribuindo fortemente para mergulhar o país na recessão.
Representante local da Iberdrola, com a missão de promover a expansão desta em Portugal. Um já longo historial de defesa de interesses espanhóis em detrimento do interesse nacional. Para quem foi internacionalista e se recauchutou em agente espanhol o interesse nacional deve ter a mesma relevância que saber o tempo que vai fazer amanhã em Katmandu.
Ganhou em 2004 cerca de 240 mil euros em actividades de consultoria; metade daquela verba foi-lhe paga pelo BCP.
É um Miguel de Vasconcelos dos tempos modernos.

7 Comments:

Anonymous padre carras said...

10 janeiro 2006: Santos da Casa EM O Diabo; 11 janeiro 2006: Santos da Casa ¿COM o diabo?

11 janeiro, 2006 13:37  
Blogger O Corcunda said...

Ele foi Vasconcellos quando lá esteve! Uma vergonha...
Agora é apenas um mercenáriozeco!
O que é estranho é que o Gov. continue a vender mercados ibéricos e europeus como grandes benefícios para Portugal!
Retirar uma torneira de Portugal, colocando-a em Espanha... Não temos capacidade de sobreviver que não seja pagar o que eles querem!

11 janeiro, 2006 14:12  
Blogger miazuria said...

Eh, pá, mas "esqueceram-se" do "nacionalista" dos "quintos impérios", da cristandade imperial,
do anti-racismo, do bebedor ideológico de tomismos e neo-tomismos, fundamentalista da sociedade secreta opus dei,monárquico de sete ou oito costados...
Não se lembram do nome?!
Eu recordo: PAULO TEIXEIRA PINTO!
Estranhos caminhos, os do amor pelo vil metal!
Nem os da "casa" escapam!
UM NOJO!

11 janeiro, 2006 15:44  
Blogger JSM said...

Caro FGSantos
Não são os homens. É este regime deseducativo. Quem se salva?
Cristovão de Moura (será parente?)tinha fama de homem inteligente, mas também traíu.
Quando o hino é esse verso marginal - 'a vida é sempre a perder...', ou mudamos de regime ou vamos continuar a descobrir, todos os dias, traidores.
Um real abraço.

11 janeiro, 2006 16:13  
Blogger Euro-Ultramarino said...

Caro Santos da Casa,
Uma vez mais acertou no alvo. Excelente texto, a retratar com exactidão a natureza dos "insumos e produtos" das safras vomitadas pela cravorosa revolução que despedaçou Portugal. Para estas criaturas o interesse que sempre contou foi o seu próprio, à sombra da ideologia que estiver a pagar mais. Desmontaram a Nação, alieranam um país, e ainda brincam às excelsas excelências. No caso em questão, que não se deixe de agregar o pedantismo antipático.

12 janeiro, 2006 01:18  
Anonymous Anónimo said...

Saudemos a integração ibérica de Portugal que nos livra das sequelas do corrupto regime salazarista, autista, que governou Portugal durante 36 anos de vil e apagada ditadura. A Espanha salva e completa a identidade de Portugal!

16 janeiro, 2006 00:03  
Anonymous Anónimo said...

Tanto criticar a Pina Moura.....y Mario Gago oponiéndose a la operacion MIT....¿Qué?

22 janeiro, 2006 15:02  

Enviar um comentário

<< Home