11 novembro 2005

Renda, dinheiro, acções, cosmopolitismo!

O estimado Manuel Azinhal trouxe-nos uns versos de Guerra Junqueiro, que se recomendam. Logo intervieram contra os mesmos "os dos costume". Em homenagem a estes últimos aqui deixo a minha modestíssima contribuição:

Ah, se Junqueiro vivesse hoje
Que versos nos não daria,
Sobre Buiça coevo e Buiça regicida,
E sobre o progresso suicida.

Sobre liberais da terceira geração,
De telemóvel na mão.
E jogadores na bolsa de valores
Mai’las negociatas de corredores.

Sobre o paraíso na terra
(Não o comunista – o capitalista é que está na berra),
E o homem moderno desenraízado:
Um apátrida globalizado.

2 Comments:

Blogger alex said...

LOL!
Tá boa!

O Fg Santos, mais uma vez, a surpreender.
Já sabíamos que era um excelente prosador. O que ainda não sabíamos é que é também um promissor poeta.

É surpreendente e, mais uma vez lhe digo, que foge totalmente ao estereótipo do Economista.

O FG Santos a dissertar poeticamente...enquanto uns 90% dos seus colegas de formação académica tentam, por esta hora, arranjar maneira de privatizar os WC's públicos.


obs:
"E o homem moderno desenraízado:
Um apátrida globalizado."

Não estou a ver o porquê.

A globalização, como deve saber, tornou-se inevitável graças à 'explosão' tecnológica iniciada nos finais do séc.XX.
E a Revolução Industrial, como o FG Santos-Economista saberá, foi a maior e mais decisiva Revolução da História (qual 1789 qual carapuça).

São as transformações da Economia que precedem, e em larga medida determinam, as transformações políticas e sociais.

(hoje não lhe falo da 'estrutura e da 'superestrutura')

Uma pergunta: o que é que acha das ideias dos seus colegas de Chicago e do Cato Institute?
;)

13 novembro, 2005 02:55  
Blogger alex said...

Uma perplexidade.

Vi o FG Santos a mandar uma 'farpa' aos inestimáveis socialistas, refereindo-se à tal de 'Regulamentação'.

Se Regulamentar não é coisa que goste, então posso depreender que o verbo Desregulamentar já será mais a seu gosto.

Se assim for, serei forçado a considerá-lo um Liberal.

ehehheh

13 novembro, 2005 03:01  

Enviar um comentário

<< Home