08 novembro 2005

Crimes sem fim

Bombas nucleares, napalm, urânio empobrecido, fósforo. Não parecem ter fim os meios utilizados pelos EUA na sua campanha de décadas de incessante combate pela propagação dos ideias de democracia, liberdade e justiça.
Mais um exemplo, aqui.

1 Comments:

Blogger alex said...

É precuiso ter em conta que, quando o suposto bombardeamento começou, já a população, na sua grande maioria, tinha abandonado a cidade sitiada.
O exército dos EUA deu-lhes vários dias para isso e eles saíram (velhos, mulheres e crianças saíram sem problemas).
Ficou quem quis, ou seja, essêncialmente a ralé terrorista.


Desses, francamente, não tenho pena absolutamente nenhuma e só lamento que não tenham ido todos ter com as virgens.
Os terroristas, como sabe, não estão abrangidos pelas Convenções de Genebra e pela Declaration des Droits de l'Homme et du Citoyen, que agora merecem os súbitos (e surpreendentes) 'amores' de muitos.

Será que os exércitos de um país muçulmano integrista, às portas de uma cidade europeia, dariam algum tempo para a população civil saír?!

Hummm....

08 novembro, 2005 22:35  

Enviar um comentário

<< Home